fabrica_sao_carlos motores VW
Fábrica de motores VW chega a 100 mil unidades exportadas

fábrica de motores da Volkswagen em São Carlos (SP) completou a produção de 100 mil motores destinados à exportação – os propulsores abastecem a planta da VW em Puebla, no México, onde é feito o Novo Jetta, que também é vendido nos Estados Unidos. A unidade celebra o marco no mesmo mês em que completa 22 anos de operação e a produção total de 11 milhões de unidades.

O contrato de exportação para Puebla se estende até 2020 e prevê mais de 300 mil motores EA211 1.4 TSI. Para atender o aumento da demanda, foram contratados 250 novos funcionários para São Carlos este ano.

“A qualidade e tecnologia dos nossos motores atende a mercados extremamente criteriosos pelo mundo. Já exportamos motores completos, blocos e virabrequins. São Carlos tem cada vez mais se transformado em uma base produtiva não só para a América do Sul, como também a América do Norte e Europa”, destaca o presidente e CEO da Volkswagen América Latina, Pablo Di Si.

+ Motor TSI da Volkswagen: características, versões e vantagens

+ Novo Jetta é sinônimo de conforto e sofisticação

+ Novo Jetta 2019: conheça detalhes dessa máquina da VW

polo nome de carros VW

A planta de São Carlos é responsável pela produção dos motores da família EA211 nas versões 1.0 MPI, 1.0 TSI, 1.4 TSI e 1.6 MSI, que por sua vez equipam Polo, Virtus, Up!, Cross Up!, Golf, Gol, Voyage e Saveiro Cross. Também ali é produzido o motor EA111 1.6, dos modelos Gol, Fox, Voyage , SpaceFox e Saveiro. Para o mercado brasileiro, 100% dos propulsores são feitos com a tecnologia bicombustível total flex. Para o mercado externo são produzidos motores a gasolina.

Ao longo de sua história, a fábrica de São Carlos se tornou uma importante base de produção para componentes de exportação. Em 2015, a planta foi selecionada entre todas as fábricas da VW no mundo para exportar blocos de motores 1.0 da família EA211 para equipar motores dos modelos Polo e Up! Na Europa, que são montados em Chemnitz, na Alemanha.

Em março deste ano, a unidade também conquistou o contrato para exportar 5 mil virabrequins na versão 1.0 também para a planta alemã.

Fonte: www.automotivebusiness.com.br